DESTAQUES

kratos real em novo trailer de god of warJÁ OUVIU O NOSSO PODCAST?jason stathan metendo porradatocha humanahomenagem postumaluta mma epicacanhao caseiroblack ops prison breakjacare caganeiraAPP PIRULITO SEM FIOcome comemini rinogorderiablu ray

terça-feira, 27 de julho de 2010

SUPER-HOMENS?????????????

Superman (ou Super-homem) teve diversas representações em live action ao longo de seus 81 anos de existência. Começou nas séries de TV, passou pelo cinema e voltou à TV. Algumas representações canastronas outras realmente dignas do herói.

Vamos a uma foto resumitiva do presente artigo:

Kirk Akyn foi o primeiro Superman live action. Protagonizou “Superman” de 1948. Alguns críticos dizem que ele foi um Super melhor que o seu sucessor George Reeves, pois conseguia distinguir melhor Clark e Kal-el. Não voava, pois à época as cordas ainda eram visiveis.

George Reeves interpretou Superman em um seriado de TV “As aventuras de Superman” de 1951/1958. Suicidou-se no ano seguinte.

Christopher Reeve foi o ator que levou Superman ao patamar de estrela-mor dos cinemas. Em 4 filmes, dos quais os dois primeiros são considerados os melhores sobre Superman até hoje, ele formulou a imagem do Superman que temos nos dias atuais.

Na minha humilde opinião, Dean Cain do seriado “Lois e Clark: as novas aventuras do Superman” foi o que melhor interpretou O último filho de Krypton. Mesmo que em tom de comédia, o seriado dos anos 90 tinha muita ação e momentos de drama memoráveis. Dean Cain conseguia fazer Clark e Super, diferentes além do que um pote de gel e óculos podem fazer.


Chegando à Smallville, temos Tom Welling numa outra ótima interpretação do precursor do Homem de aço, sendo que nas temporadas mais atuais ele está a um passo de tornar-se este. Começando como um seriado teen americanowski, ele melhorou, cresceu e apareceu, transformando-se em uma verdadeira represetação de Superman/Superboy.


Em 2006, Brandon “homem-de-cera” Routh protagonizou Superman Returns que foi um fiasco. Enquanto Batman tinha o Begins e a Marvel dominava o mercado cinematográfico, a DC/Warner dá um tiro no pé por achar que o povo queria mais do mesmo: outra luta contra Lex Luthor interpretado magnificamente por Kevin Spacey, destoando de Routh que não mudava de cara em nenhum momento do longa. De quebra ainda pôe um filho de Superman e Lois. Bizarrice total com super-efeitos especiais.

Para o alto e avante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário