DESTAQUES

kratos real em novo trailer de god of warJÁ OUVIU O NOSSO PODCAST?jason stathan metendo porradatocha humanahomenagem postumaluta mma epicacanhao caseiroblack ops prison breakjacare caganeiraAPP PIRULITO SEM FIOcome comemini rinogorderiablu ray

sexta-feira, 10 de junho de 2011

GRANDES BURRADAS DA SONY

im. Foi incluído a queda da PlayStation Network em 2011 e sim ela está em primeiro. Mas não deixe de conferir as outras oito grandes burradas da Sony, minha companhia de eletrônicos preferida. No fim da lista, os produtos da Sony continuam a ser os meus favoritos, mas que tem um bando de japas querendo levar vantagem em tudo na diretoria da Sony, isso tem!

9) Propaganda racista do PSP (julho/2006)



Começamos bem hein Sony? Fico imaginando o aperto de mãos no briefing do anúncio entre a Sony e a agência: "OK, este é um ótimo trabalho. Vamos anunciar por toda Holanda". Mesmo com manifestações de ativistas, a época a Sony declarou que o anúncio focava a diferença entre o tradicional PSP preto e o então novo modelo de PSP branco. Cabeças rolaram...

8) Digital Audio Tapes (1987)



Em seu lançamento, foi considerado o cassete tape killer (embora os killers só vieram a existir com osiPhones killers bem mais tarde, né?). Mas aqui nós tínhamos alguns problemas que são bem a cara da Sony até hoje: gadgets acima do preço da concorrência e tentativa de domínio de um formato de mídia (Betamax, alguém?). E ainda durante os meses que seguiram seu lançamento, a indústria da música segurou os lançamentos de álbuns pela indefinição do mercado sobre qual mídia seria vencedora. E ninguém gostou disto. Mesmo assim, durante os anos seguintes nós ouvíamos os cassetes mesmo, mas nos walkmans da Sony! Irônico não?

7) Baterias explosivas (2005/2006)



Baaad Sony! 10 milhões de baterias com defeito e sujeitas a pegar fogo e explodirem! Isso é Baaad! Ainda bem que abalou a relação apenas com clientes pequenos: Dell, HP, Apple e Lenovo. Menos mal. Bom mesmo foi a declaração de Michael Dell (sim, o dono), deixando bem claro que a culpa era da Sony: "As baterias estão com defeito e não importa o que vocês fizeram com ela. Nós sabemos que elas pegam fogo em circunstâncias raras". Baaad Sony!

6) Software de DRM escondidos em CDs (2005)



Isto sim é um escândalo. Um belo dia em 2005 (este foi um ótimo ano, certo Sony?) um engenheiro da Sysinternals, Mark Russinovich, descobriu que os CDs da Sony BMG estavam sendo vendidos com rootkits e softwares de DRM (Digital Rights Management). Que cagada, certo? Calma que piora.

Como a sony queria, esse software limitava o compartilhamento e a cópia dos CDs, mas também abria na surdina brechas graves de segurança no computador. Calma que piora mais.

Quando a bomba explodiu, descobriu-se também que o desinstalador quando era acionado piorava ainda mais a situação, criando mais buracos na segurança do seu PC. A Sony teve que desenvolver um outro desinstalador que enfim removia todo o cocô. Várias processos rolaram, retirada de CDs das lojas  e a Sony limpou tudo, menos sua própria imagem

5) Sony cria uma crítica positiva (e falsa) de um filme do seu próprio estúdio (2000)



O que faz um estúdio sério quando vê que sua produção anda capengando nas críticas de jornais? Inventa uma ótima e falsa crítica, é claro. Pois acredite se puder, a Sony teve a cara-de-pau de fazer isso. Ela ativou o God Mode e criou do nada o crítico David Manning, de um pequeno jornal de Connecticut que fazia grandes reviews de filmes da Sony. Depois de tudo descoberto por um outro jornal, o departamento de crises da Sony entrou em ação. Com certeza existe um departamento destes na Sony, e ele deve ser bem grande.

4) O escândalo Sony BMG Payola (2005)



Por culpa da Sony, nós escutamos sem parar J.Lo e Good Charlotte. Sem parar mesmo! Isso se você morasse nos EUA. No meio dos anos 00, a Sony foi pega com as calças curtas pagando DJs e funcionários de rádios para tocar seus próprios artistas. Não era um contrato, era suborno mesmo. Graças a Deus o Fresno não era da Sony. Esse aqui até que foi pequeno perto dos outros.

3) Betamax (1975)



OK, você tem um produto que tem lá as suas falhas, mas ainda sim é superior ao concorrente, que está vendendo igual sorvete no verão. Você só tem um tiro para se manter vivo: deixar a indústria pornô usá-lo. Você nega. Você morre miseravelmente! Existiram outros fatores, mas foi mais ou menos assim com o Betamax da Sony, na guerra contra o VHS. Fica a lição: nunca mexa com o pornô da galera!

2) Campanha viral "All I want for Xmas is a PSP" (2007)



O que há de errado com vocês? Vocês contratam uma agência, fazem uma campanha viral com um site onde existe vídeos de fanboys do PSP, que fazem depoimentos sobre o PSP. OK. Aí colocam vídeos falsos e comentários também. E ainda linkam conteúdos com a campanha no youtube para aumentar as visualizações? Sério Sony?

1) Queda da PlayStation Network (2011)



77 milhões de contas hackeadas. Um número bem grande até para o tamanho da Sony, eu diria. E ainda temos outros números: 7 dias para informar ao usuários que provavelmente dados pessoais foram roubados, mais de 30 dias offline, etc. É somente o maior ataque registrado na história!



Nenhum comentário:

Postar um comentário